24 de nov de 2010

SIM!



Durante muito tempo disse não!
Me arrependi... Me orgulhei... Me arrependi...
Eu não queria dizer sim mesmo, não queria...
Agora tenho que negar que no fundo quero mesmo
É dizer sim, é gritar sim.
Mas não posso.
Tenho que fazer pose de boa moça e fingir que não quero.
Não quero ser feliz, não quero sorrir nem brincar.
Talvez seja melhor.
Talvez dizer sim seja um erro
O interesse pelo desconhecido
Um olhar que despe minha moralidade
E um sorriso malicioso que me tira do sério.
No fundo eu quero dizer sim!
Mas sou covarde, eu me preocupo
Não quero magoar ninguém, eles não merecem...
Mas eu quero muito dizer sim.
Agora tenho que negar que no fundo quero mesmo
É dizer sim, é gritar sim.
Mas fecharam as cortinas e todos foram embora
É tarde demais.

QUERIDOS AMIGOS




Meninos, eu descobri que o tempo não volta atrás.
Todas as nossas lembranças estão apenas na memória.
Cada momento e cada detalhe, nos filmes,
Nos brigadeiros "embebedantes" e nas guerras de pipoca,
Legião Urbana, músicas que nos marcaram.
No chão da sala, da varanda a bagunça que fazíamos...
Éramos mesmo uns “vandálhos” e éramos livres,
Livres apenas no nosso mundinho e tudo era possível.
Era possível fazer besteira e ser feliz e brincar até tarde,
RPG no quarto do meu primo, pular corda, jogar bola
Nossas brincadeiras de infância
E as que já não eram de criança... Tenho saudade, nostalgia.
Eu cresci muito rápido e perdi vocês sem perceber,
Coisas que me arrependo e quero esquecer...
Lembrando que o tempo não volta.
Eu não posso esperar mais onze anos pra ter a amizade
De vocês novamente, é muito tempo, tempo que não temos.
Agora crescemos e temos liberdade no mundo inteiro
E ao invés de brincar, sentamos num bar pra lembrar
E comentamos o filme que foi nossa infância,
Não vou esquecer que Michelle e Tayane
Também fizeram parte desse filme.
Pena que os personagens tomaram rumos diferentes,
Mas nos temos novamente, não temos mais onze anos...
Nem somos mais criança, mas somos amigos.
Desejo ter muitas novas histórias para contar daqui
A onze anos... Quem sabe uma praia, um relógio,
Sinuca, diversão e muitos e sorrisos.
Adoro vocês.

Para Paulo e Vitor queridos amigos.

22 de nov de 2010

MUNDO ESTRANHO

Quais são os povos mais patrióticos do mundo?por Pedro Proença para revista MUNDO ESTRANHO



Os americanos, venezuelanos, irlandeses e sul-africanos. Eles foram os melhores colocados em uma pesquisa feita pela Universidade de Chicago entre 2003 e 2004 com 33 países (a Alemanha ainda foi contada como duas nações, a Ocidental e a Oriental). A enquete perguntava aos cidadãos seu nível de orgulho em relação a dez aspectos diferentes de seu país e, com base nesses índices, foi tirada uma média. Os americanos são os que tiveram mais amor-próprio em cinco categorias (economia, influência mundial, Forças Armadas, desempenho científico e democracia). A galera da Venezuela é campeã em outras quatro (história, tratamento dispensado às minorias e desempenho nas artes e nos esportes) e a França foi a mais orgulhosa de sua segurança social. A pesquisa será realizada novamente em 2013.

FASCI-NAÇÃO
Os dez povos que mais defendem as cores de sua bandeira
1º ESTADOS UNIDOS
194 pts

2º VENEZUELA
191 pts

3º IRLANDA
161 pts


 
4º ÁFRICA DO SUL
152 pts

5º AUSTRÁLIA
148 pts

6º CANADÁ
134 pts

7º FILIPINAS
133 pts

8º ÁUSTRIA
126 pts

9º NOVA ZELÂNDIA
120 pts

10º CHILE
109 pts

- As vitórias no esporte são o segundo maior motivo de patriotismo para a maioria dos povos. O primeiro é a história do país.

- Ex-colônias costumam ter mais orgulho que suas ex-metrópoles. EUA e Austrália ficaram acima da Inglaterra, por exemplo.

12 de nov de 2010

18.10.2010

Foda-se o que as pessoas pensam!
Cansei de esconder meu sofrimento
Em um sorriso amarelo, enlatado,
Fora do prazo de validade
Como muitas pessoas fazem, ou tentam...
Afinal sou humana!
E sinto e penso e sofro
É disso que a vida é feita.
Eu não sou igual a ninguém,
Apenas tento ser o melhor que posso.
Sinto muito se o meu melhor não é suficiente...
Cansei de ser o que as pessoas esperam
E fingir a mesma felicidade que todos têm.
Agora está na moda ser feliz,
Assim como a “Sra. Vampiro”
Sertanejo universitário,
Comida chinesa e cartão de crédito.
Quem é o que é e não o que era antes?
Quem pode ser?
Quem não pode?
Não tenho mais certeza...
Eu estava também...
Seguia convicta de que seria feliz.
Então ganhei um doce
Que me foi roubado antes que pudesse desembrulhar
Agora sou a criança e me roubaram meu doce.
E eu vou chorar por que estou triste e só!
Queria não ser pisciana,
Mas foda-se o que as pessoas pensam.

A MULHER E O DIABO (ESBOÇO)

Muito triste porque o homem que ama não lhe da à atenção que julga merecer, não a trata como os vassalos e suas senhoras; Angela ajoelha e reza, pede a deus que o faça enxergar que ela é uma mulher interessante, que poderia demonstrar um pouco mais o seu amor e seu afeto, lhe fazer surpresas, mensagens, flores, chocolate... O sonho de Angela é que sua relação fosse sempre como as duas primeiras semanas, quando seu amado fazia questão de conquistá-la. Essa fase passou rápido! Angela se pergunta se a culpa é sua, se foi ela que deixou de demonstrar seu afeto, de doar seu carinho, ela fica insegura achando que o problema pode ser com ela, será que ela não é mulher o suficiente a ponto de despertar o lado mais masculino dele... Ou será que esse homem não enxerga que Angela é uma mulher delicada, que merece atenção, declarações e merece paixão. Esse homem deve prestar mais atenção!!!

Ajoelhada Angela faz sua prece:
— Meu deus, já não sei o que fazer ou o que pensar. Sempre achei que havia encontrado o homem da minha vida! Parece que não sou a mulher da vida de ninguém... Será que algum dia, ele verá que mereço muito mais do que as migalhas que recebo. O amor é abstrato, não posso segurá-lo com minhas mãos, mas posso ver os gestos e demonstrações... Posso saber que sou amada, mas seria tão bom se houvesse um pouco de romance. Onde será que consigo comprar um bocado de romance? Eu posso dar de presente a ele no próximo natal, e ai até meu aniversário essa plantinha já deve ter dado algum fruto, quem sabe... É isso que falta, romance!

De repente aparece uma figura estranha na frente dela. Com um odor peculiar e uma túnica branca, cabelos compridos, seios grandes, ela achava que via pequenos chifres em sua testa.
Lhe disse:
— Minha pequena Angela... Tão bonita e tão ingênua! Pare de sonhar minha criança. Não existe mais romance e as mulheres boazinhas perderam a batalha para as mulheres poderosas minha querida. Você acha mesmo que sendo uma mulher dedicada e apaixonada vai conseguir conquistar paixão em qualquer homem que seja?! Está enganada!

Angela indaga:
—Mas como pode? Eu sempre procurei ser correta e me preocupar com o que ele sentia e o apoiar em tudo. Fui sua mãe, sua amiga e sua amante. Fui tudo que ele precisava nas horas difíceis e estive a seu lado sempre que precisou. Como pode todo o amor que lhe oferto não ser suficiente para fazer com que ele se apaixone por mim ou ao menos queira me fazer feliz como nos contos que tanto gosto. Eu sempre sou o mais carinhosa que posso ser e sempre faço de tudo para vê-lo bem. Na verdade não sei mais o que fazer para ficarmos bem... O que devo fazer?

— Já que perguntou... Acho que deve deixar de ser boba pra começar. Olhe em volta, quantas mulheres ainda agem como você? E quantas são felizes? Só você ainda acredita nesses contos infantis. Eles foram feitos para as meninas acreditarem que devem casar, mas não necessariamente viver neles. Queridinha acorda! Não se pode dar tudo aos homens, deixe que ele tenha que buscar alguma coisa, ou fica muito fácil. Eles não gostam disso. O amor para os homens é uma conquista. E quanto mais difícil é, melhor fica a caçada. Depende de você ser uma presa fácil ou não.

Muito assustada Angela começou a se questionar se seus valores e seus amores eram ou não corretos. O num instante decidiu ouviu deus, que virou as costas, e para nossa surpresa era o Diabo que havia esquecido o rabo de fora.